Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

Boca seca de lembranças

Decisões frias e racionalizadas, no geral, apenas mais uma batalha entre querer, poder, dizer e ter...

Mais uma longa noite se aproxima, e tudo o que mais queria era ouvir nossa música tocando no rádio, deitada do teu lado, fumando um simples cigarro, falando de futuro, presente e passado.

Mas é vida cobra um preço caro, de quem era por gestos não pensados, leva teu tempo, teus amigos, deixa o pulso marcado.

Nada mais que reações... precipícios e uma ponte.

De que lado você quer estar, que caminho você vai pegar?

Até aonde chegar do outro lado é mais seguro que simplesmente se jogar?

Suspiros de um amparo

Em poucas linhas, apenas mais um desabafo dos que todos ouvem o tempo todo, dos que todos ignoram o tempo todo.

Eu continuo

São melodias suicidas, rejeição e a eterna saudade de saber que fazia o justo.

São devaneios

O que é justo?

Te imagino

Se feliz, infeliz... se infeliz, feliz.

Na busca eterna

O que é felicidade?

No meu espaço

Busco a minha, assassino outra, buscam outra...

E fica assim...só um desabafo

Por hoje, apenas nas "entrelinhas"

LIBERTA!

Enquanto não presente

Diz o homem, ser sábio, poderoso, dono de seus passos (burro pá porra!), que não há no mundo pessoa qualquer que seja capaz de lhe provar o contrário de suas teorias sobre a vida, o mundo, os sentimentos...

Eu, nascida em 84, não cheguei aqui pra facilitar a vida de ninguém, costumo não atrapalhar, até o momento que atrapalham a minha... ação e reação, simples, não existe segredo nessa teoria e todo mundo conhece.

Para cada ação que você tiver uma reação acontece, em casos de grandiosidade podemos citar o "efeito borboleta" um simples bater de asas de uma borboleta em um certo canto do mundo é capaz de gerar um furacão em um outro canto do mundo, caótico isso não?O.o

Mas voltando a linha de raciocínio a qual iniciei essa postagem... o homem, ou melhor o ser humano, se bem que muitos não deveriam ser chamados assim, alias muitos não passam de meras partículas saltitantes no ar, vulgo "poeira", não prestam pra porra nenhuma e causam alergias em muitas pessoas, ou alguém…

Até a brasa apagar...

Quarta-feira, sim um recorde... e como tudo isso tem me afetado?

Confesso que inicialmente imaginei ser bem pior, mas acho que qdo a gente cai e se levanta uma vez criamos calos que "amortecem" a segunda queda.

Surpresa? Tenho ctz que sim, foi difícil, mas esse lance de um novo dia apagar o anterior foi a primeira coisa que se jogou nesse abismo...

Não só dói, como essa ferida ainda esta em carne viva e jorra sangue pelas paredes, marcando nelas o teu nome junto ao "Adeus".

"tudo o que resiste, persiste" Sim! Mas o caminho que minha vida vai seguir, esse, quem escolhe sou eu e não nesse mundo quem posso interferir nisso. E sou vou seguir por ele me rastejando ou de cabeça erguida já não faz mais diferença, a diferença toda estava na indiferença que me trazias... Pode até parecer brincadeira, mas não foi...

Não me calo, não ignoro, e ainda me importo, muito, muito mesmo, apesar de aparentar não fazer a mínima diferença, e demonstrar com total clareza que foi se…

Nesse instante...

Eu imagino tudo o que poderia ter dito e me calei, por simplesmente continuar sendo quem eu sempre fui... alguém pra você se orgulhar, e podem tantos dizer:"no seu lugar eu teria dito", que de nada vai adiantar. Eu acredito no passar do tempo, acredito no ser-humano, e mais ainda acredito que a verdade, cedo ou tarde vem a tona.

Não adianta se esconder em canto algum, uma hora a vida te prensa e joga as cartas na mesa, e aí não tem mais como reverter nada, tudo, absolutamente tudo, ficou ali registrado, já é fato consumado.

Arrependimentos, saudades, inveja, sentir-se um perfeito idiota... tudo isso vem e entra na sua vida sem pedir licença e acompanhado de tudo isso vem o pior sentimento de todos, o remorso...

São noites em claro, uma depressão profunda e pensamentos suicidas em tempo integral, algumas pessoas tem a sorte de apesar de todas as "merdas" feitas, contarem com amigos, que são fundamentais para ter "colo" e sobreviver a mais um dia.

Eu posso dize…

É só o fim e nada mais

O difícil é encarar o fim de algo que aconteceu apenas na insanidade dos meus subtos pensamentos cada vez que acordei e do meu lado mais que alguém bom de cama estava...

Mas isso é totalmente natural as vistas grossas da hipocrisia que certas pessoas conseguem ter em abundância para fugir da realidade dos fatos, "humano, demasiado humano" Nietzsche é rei!

E eu nunca acertei tanto em um titulo de um livro... E eu só queria pensar em mim...

Mas ficam boas lembranças e frases para um túmulo.

Extremidades geladas
lábios sem cor
olhos lacrados
é o fim da dor

formigas, vermes e insetos...
consomem a carne do pecado
a carne consumada
a carne descansada

fim da dor, do sofrimento
fim das lágrimas
fim de tudo
descanse em paz

E mesmo assim a vida insiste em existir...

Mais uma manhã de tempo seco
E a infelicidade de ter acordado
Sou tão falha que nem a isso sei dar fim
Sentindo-me covarde e incapaz

Foram teus berros que me lançaram facas
Foi tua frieza que me lançou na cova
Profunda e tão bem lacrada...
Mais uma esquina que nos separa

Eu era apenas uma menina desamparada
Que mesmo com o coração sangrando
Lancei-me num caminho suicida
E não soube atacar nem mesmo quando me deu as costas

E chegar em casa foi difícil
Mas um anjo me salvou...
E talvez seja hora de agradecer a quem sou descrente
Ou ler Einstein e descobrir o porquê

E teria me matado
Teria deixado meu corpo virar asfasto
Mas existe um laço em mim tatuado
Que pertence a alguém que também sonho estar ao lado

E esse domingo interminável
Traz-me grandes idéias de sanar a dor...
Eu não menti, não procurei
Não vendi, não fiz guerra...

Eu só fui eu
A mesma que um dia viu você no fim de tarde
Que tomou um porre, que conheceu a liberdade
E não aprendi nada que usaria contra você

E mesmo que não acredites
Morrerei sem culpa
E …

Aqui, enquanto lá está fora do ar

Aqui só tem gente feliz :)

Enquanto o Fotolog fica em manutenção...

Foto de sexta passada quando tentávamos chegar no Ladyhell, mas toda padaria, boteco, que encontrávamos pela frente a gente entrava e tomava mais uma.

Tô meio perdida hoje, acordei no susto, fui acordada ¬¬

Mas dei o troco e acordei alguém tb. hehehe, afinal qdo a batata tá quente, jogue na mão do próximo.

Uma simples pergunta hoje capaz de mudar o rumo de toda uma história a se construir, ou já construída... não importa, eu preciso saber...

E talvez uma brisa leve me encoraje ate perguntar...
São em dias como esse que após se entorpecer pensa em tudo ao seu redor, seus amores.. são poucas palavras...

Cenas, fatos, imagine sonhos. Tudo favorecendo-se de belas canções regadas com poucos retratos do que um dia eu descobriu como verdadeiro amor.

Olho os lados, a sempre presente solidão, andando pelos cantos soprando seu ar gelado e longo riso sarcástico... Eu volto as mesmas cenas, chego sempre a mesma conclusão: onde está o PeterPan de longa franja que um fez princesa da mais bela fábula? Está morto!

Se enterrou em profundos devaneios, se ausentou da ... da verdadeira vida... Se esconde em medo.

Choram cantos
Escorrem lágrimas, puras leves, de saudades
De quem um dia aqui esteve e ainda está
Mas longe agora, por não sonhar
Brinca de pequeno pássaro, voa...
Chega as alturas e derrama sangue

Pensa em fim, e nunca alcança
Padece noite e dia, não há mais esperança
Grita em silencio eterno
Talvez mais alguns tragos...
Marca a alma, crava a cruz
Levanta! Apenas "um dia depois"

E quem sab…