Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2008

Viva la revolucion!

Mais um ano se passou...

Merece música, merece mais um trago, merece um brinde...

Fica estranho o mundo colorido
tão cheio de vida, sons e esperança
Tantas lembranças agora...
Foi viver um sonho minuto após minuto

Tanto sobra a essa hora
milhares de pedidos abandonados
os últimos beijos não beijados
o calor que queima pele

A última vez por estas horas
busco ti em minha mente
relaxo o corpo e sinto teu peso
explode o gozo em minhas mãos

Feliz Ano novo


E finalmente mais um ano se passou, últimas palavras publicadas de 2008, e que 2008... Tanto amor, tanto desejo, varias mentiras, alguns sonhos, o "estrelato"...

É 2008, já tava na hora de acabar mesmo!

Hoje se dá por fim (?) uma lição de vida que terei prazer em repassar á todos aqueles que eu tenho o querer bem. Eu aprendi com o mestre... hoje é minha formatura, agora é hora de "engavetar" o diploma e seguir meu caminho. Me despedir de amigos, colegas e professores dessa "faculdade", deixar rolar na vitrola as músicas que t…

Happy New Year - Alternative Rock Produções

Quase um ano com a bandeira Alternative Rock Produções erguida pelas mesmas mãos... quase um ano de conhecimentos, aprimoração do trabalho, crescimento profissional e pessoal.

Mais de 100 bandas, mais de 30 shows organizados. Foram inúmeras as discotecagens, as festas temáticas, os coquetéis... Mas nada foi melhor que a sensação de dever cumprido no final de cada evento, nada foi melhor que a satisfação de vocês em cada acorde.

Não há nesse mundo palavras suficientes para descrever o quanto somos grato por tudo o que ganhamos neste ano, foram horas no telefone, Internet, impossível somar quantos kilometros caminhamos para encontrar cada banda, chegar em cada casa, mas a cada passo, a cada casa, a cada palco, a cada pessoa que encontrávamos, existia ali a satisfação por estar trabalhando com honestidade, de maneira justa e acima de tudo, respeitando tudo e a todos

Nossos parceiros: Edú, SkaSkate Rock - Wlad, Zona Punk - Danilo, Vitrola Rock Bar - Valentin, Outs, - Estefan, Studio G, Dj Br…

Quase no fim

Alguém por aí já esta fazendo a contagem regressiva?

Um ano é muito tempo, né? E agora falta pouco pra um ano se completar...

O que aconteceu nesse ano? Quantas lembranças vão ficar?

Um ano em que eu amei, dispensei, odiei, ganhei... tanta coisa aconteceu esse ano, tantas pessoas, tantas certezas, quantas viajens, rs.

Quer saber? Não posso me lamentar não... 2008 vai ficar entre os melhores anos da minha vida

E que venha 2009 com tudo em dobro! Muito mais amigos, muito mais shows, muito mais baladas, muito mais tombos (afinal a gente cai pra aprender a levantar), e muito mais duvidas pra essa cabecinha desvendar.

Eu consigo ser feliz com bem menos do que eu acho que precise, pelo menos por alguns pequenos momentos.
"Não quero ser quem te traz mais um problema... Não quero ser quem te prende em um dilema..." (Udora - quero te ver bem)
__

E fica em mim a imagem de um por do sol, de uma tarde qualquer de outubro, que teus olhos me queriam. Fica pra sempre em mim, cada momento com você.

Um suspiro... ainda consigo sentir tua fragancia. Nada, nunca, nem ninguém, jamais serão capazes de me fazer esquecer. Todos teus gemidos, frases, e abraços... Nunca vou arrumar a cama, ficará ali pra sempre, intacta, esperando você pra se completar...

E já que a ferida não cicatriza nunca, deixe então que por ela saia tudo aquilo que ainda sinto, quem sabe assim eu não precise mais me ferir.

Quanto mais eu me entorpeço mais inutil fica... até quando isso vai ser suficiente pra calar esse pranto que já me tira noites de sono?

Logo mais tudo se acabará pra sempre, sera enterrado em mim todas as lembranças e esperanças, tudo irá acabar... Sera que algum dia você vai sentir minha falta?

Versos Inscritos numa Taça Feita de um Crânio

Não, não te assustes: não fugiu o meu espírito
Vê em mim um crânio, o único que existe
Do qual, muito ao contrário de uma fronte viva,
Tudo aquilo que flui jamais é triste.

Vivi, amei, bebi, tal como tu; morri;
Que renuncie e terra aos ossos meus
Enche! Não podes injuriar-me; tem o verme
Lábios mais repugnantes do que os teus olhos.

Onde outrora brilhou, talvez, minha razão,
Para ajudar os outros brilhe agora e;
Substituto haverá mais nobre que o vinho
Se o nosso cérebro já se perdeu?

Bebe enquanto puderes; quando tu e os teus
Já tiverdes partido, uma outra gente
Possa te redimir da terra que abraçar-te,
E festeje com o morto e a própria rima tente.

E por que não? Se as fontes geram tal tristeza
Através da existência -curto dia-,
Redimidas dos vermes e da argila
Ao menos possam ter alguma serventia.

Lord Byron
Tradução: Catro Alvez

Mais um dia sem sentido...

São tantas as mudanças e novas oportunidades, chego a me perder, meio a este caos.

O ano entra em sua reta final, chega a hora de presentear algumas pessoas, se despedir de outras, sentar sozinha mais uma vez e analisar o ano de 2008, que apesar dos pesares, crises e afins, foi um ano bom, um ano de realizações e muito aprendizado. Muitas pessoas mostraram não conseguiram segurar a máscara e me decepcionaram, outras ganharam um espaço na minha vida que jamais conseguirei substituir.

Foi um ano de elogios, amores, casos, descobertas, insatisfações, ressacas, brisas, e como sempre, mais um ano de amadurecimento... detalhes sobre esse ano ficarão para um próximopost.

Hoje o dia é de trabalho, de saudade e de mudanças. Tive um longo final de semana longe de casa, ao lado de algumas pessoas que me fizeram enxergar uma outra realidade, e outras que nem isso, que apenas cumpriram seu papel, mas não souberam me satisfazer, talvez por escolhas minhas mesmo, não sei, tudo ainda está confuso na min…

Outro dia, outra manhã...

E hoje é sexta-feira... a tarde de ontem me deixou cheia de dúvidas e poemas mal escritos, mas que se usaram como desculpas para uma aproximação de quem a muito é distante.

Não sei mais o que sou, se público coisas inspiradas no romantismo de Lord Byron, ou me pronuncio como "Bolchevique". Seria eu errada por desatento me entregar a fuga?
Ou simplesmente serei mais uma "velha safada" feito Bukowiski?

Eu já não sei dos meus conflitos, eu já não sei da minha saudade, são tantos personagens que crio em minhas "citações" e todos eles são tão reais nos meus dias...

Esses sonhos que me perturbam, tua voz que nunca ouço, a espera que é tão árdua. Eu preciso de outro conto, outro livro, outra história, que não me faça mais chorar nas noites frias, que preencha em mim esse vazio que aumenta a cada dia.

Impossível não lamentar essa ausência que se torna constante, a indiferença que acaba com meus sonhos.

um momento

"tentei ser um seriado de TV, sorrir um domingo a tarde, mudar de "papel", mas foi tudo em vão...
nada vai fazer mudar as lembranças que já existem e a cada novo amanhecer que acordar, irei aguardar pelo seu bom dia
mesmo que impossível seja este ato, vou caminhar mais uma vez em sua direção
esse abismo que me joguei... já não a outra razão
sonharei colorido todos os dias que forem preciso, usarei de formulas, histórias, entorpecentes e deixei que a imaginação me mantenha viva
imaginarei você a todo instante para sempre
Amo incondicionalmente."

Uma carta nunca entregue e palavras nunca ditas

São Paulo, 2 de Dezembro de 2008
Melhor ascender mais um cigarro e tomar outro gole do vinho barato...
A garrafa ainda transpira e escorrem dela varias gotículas de agua, feito as lágrimas que iram rolar em meu rosto no decorrer de mais essa confissão.
Fico eu aqui me entorpecendo, deixando a angustia tomar conta das poucas horas que me restam, pensando em momentos que me fizeram tão feliz, e que hoje são apenas bons momentos para se lembrar.
Me decidi porem a não mais esconder ou ser "dissimulada", escrevei aqui tudo aquilo que me passa na cabeça a todo instante, tudo aquilo que nunca tenho coragem de te pedir, de te dizer.
Ache bom, ache ruim, perdoe essa pobre alma que acaba por agir por impulsos, que está ouvindo legião, esperando que o "velho nick" cante, e sente-se um tanto quanto corajosa em lhe dizer essas pronuncias nunca ditas...
Eu te amo e não suporto sua ausência, temo nunca mais amar um outro alguém, me entrego e crio mentiras tão perfeitas, todas elas acab…

Uma pausa para os comerciais

Posso dizer que me sinto honrada em ter como AMIGO o senhor Wladimir Cruz, uma pessoa que ao longo dos últimos tres anos esteve se,pre presente em minhas conquistas :)
Aproveitando o grande fluxo de novos leitores que normalmente acessam o site no mês de Dezembro, por conta do ínicio de nossa votação de melhores do ano, resolvemos lançar a nova edição de nossas coletâneas virtuais.
Nossas coletâneas virtuais, graças a você leitor e as bandas participantes que ajudam a divulgar, são um sucesso. O ZonaPunk foi o pioneiro nesse ramo, tendo lançado a primeira coletânea virtual de que se tem notícia no Brasil no ano de 2001, a lendária "Sounds of Lught".
Sempre recebemos e-mails de bandas querendo participar e perguntando quando haverá outra edição. Desde 2006 fazemos 1 ou 2 por ano, e como em 2008 só fizemos uma, é um bom momento para dar aquela geral nas novas/velhas bandas que andam sacudindo nossa cena.
Pois bem, lá vamos nós. Zona Punk Compilation X - coletânea dupla, 50 músicas…

Os dez mandamentos de Russell

Não tenhas certeza absoluta de nada. Não consideres que valha a pena proceder escondendo evidências, pois as evidências inevitavelmente virão à luz. Nunca tentes desencorajar o pensamento, pois com certeza tu terás sucesso. Quando encontrares oposição, mesmo que seja de teu cônjuge ou de tuas crianças, esforça-te para superá-la pelo argumento, e não pela autoridade, pois uma vitória dependente da autoridade é irreal e ilusória. Não tenhas respeito pela autoridade dos outros, pois há sempre autoridades contrárias a serem achadas. Não uses o poder para suprimir opiniões que consideres perniciosas, pois as opiniões irão suprimir-te. Não tenhas medo de possuir opiniões excêntricas, pois todas as opiniões hoje aceitas foram um dia consideradas excêntricas. Encontres mais prazer em desacordo inteligente do que em concordância passiva, pois, se valorizas a inteligência como deverias, o primeiro será um acordo mais profundo que a segunda. Sê escrupulosamente verdadeiro, mesmo que a verdade seja incon…

Sobre os últimos dias

Incrivelmente são os mesmos textos de outra tarde de janeiro, que me empenhei em conhecimento quis talvez me distrair, pra te achar em algum momento e tudo aquilo que eu li, tua voz que me narrava no inconsciente de meus anseios pelo mesmo amor que você buscava
Aprendi sobre guerras, contravenção, politica... não aprendi e te substituir, não aprendi a te dizer não na verdade ganhei mais algumas poucas horas de conversas junto com uma cerveja e um professor apenas fiz-me de entendida, por assuntos que nunca me disseram nada  pois nessa vida só busco conhecimento para aquilo que me deixa em duvida busco histórias, fatos e formulas busco algo que alivie a depressão
talvez um corpo novo, talvez um livro novo um velho disco, uma canção poucos amigos, cigarros, intorpecentes... todos eles me deixam pior quando você não esta presente esse fuga que arranca confissões do espelho mostrando a mim todos meus segredos tão bem escondidos todos os dias me julgando, incriminando... estou morrendo
não valem mais meus sorris…

Analisando

Como decifrar teus doces olhos? Como te dizer que te amo? Como fazer parte do teu mundo? Se quando me abres as portas me joga pela janela
Te vejo como anjo, como homem, como sábio Mas te vejo criança, inocente e solitária Pedindo colo e compreensão Confuso, encantador...
Enlouqueço na tentativa de saber quem é você Mas algo em ti me prende Te ver como um tudo Não ter certeza de nada
Jogar-me em teus braços Mas nem sempre ser amparada E me fascino e me ilumino... É apenas mais um dia

O que você quer ser quando crescer?

Médica!  respondi com voz singela e inocente, enquanto guardava meus brinquedos... Nesta época sonhar com alguma coisa me parecia ser tão simples, mal sabia eu que a vida iria me mostrar que sonhos nem sempre são tão fáceis de realizar, e alguns, você já não consegue mais sonhar

E hoje, o que eu quero ser quando crescer? Talvez queira ser apenas o que já sou, mas o que já sou?
Sou mãe de uma criança linda, trabalho com o que gosto, tenho minha independência conquistada, sou uma pessoa responsável com meus compromissos, tenho boa índole, sou boa amiga, boa amante... 
Por que eu tenho que ser mais alguma coisa além disso?
Apenas pra fazer gosto aqueles que acreditam que sem um diploma, uma aliança de ouro no dedo, horários para almoçar e jantar, eu não sou alguém?
Pois a todos esses eu digo: - Vão se fuder!
Mas ao mesmo tempo é difícil manter-se sem as perspectivas que a sociedade e teus princípios te cobram... é como se já não houvesse mais o que sonhar.
Veja-se daqui dez anos... aonde vc que…

Preservativos e verdade. Bom dia, hora de acordar... aqule sonho, aquele sonho acabou, não há mais porque sonhar.

Eu sonhei que nunca mais iria acabar, eu desejei por tanto tempo não voltar... e agora chegou a hora, sim, mais uma vez o Adeus anunciado, com indiferença e humilhação.

Sem amigos, sem perdão..

Queria apenas o minino de respeito, de carinho e essa tal "compreensão" sempre fingida, falsificada... por uma transa, por emoção. Difícil não sentir-se usada, difícil não transferir a culpa, impossível fechar os olhos para si mesmo.

E ainda diz estar "poupando" mais sofrimento, e me faz pensar que apenas prepara cada vez mais o terreno pra quando tiveres que acabar com tudo, tenha-o deixado frágil o suficiente para que ali nada mais cresça...

Morte anunciada, guerra vencida... já levaste meus soldados, minhas armas e proteções. Deixa ao menos as pernas pra que encontre onde me apoiar e finalmente, se conseguir, novamente me levantar.

"e eu que te quis a tanto tempo... hoje te tenho (ou nunca tive) e te vejo partir, não mais com o semblante sofrido, tão pouco fingindo estar …

tanto faz como se chama, é sempre pra você que escrevo...

Eu sou assim, não mudo nunca
penso e faço, sempre contradizendo ambos
e sigo aqui ou ali
surda-muda, viva-morta

são dizeres de "adeus-até amanhã"
enchem de esperança um coração em migalhas
são misérias de palavras
sustentam a inanição de outros dizeres

e por tão pouco eu me arrasto
me levanto e quase morro
suspiro, e já em outra aurora
sonho sonhos de quem não dorme

Objetividade, eu só queria ser feliz
mas essa é a utopia das mais utópicas
e agora não mais nada que mude
eu sou assim... não mudo nunca

Uma coisa aqui e outra ali

E assim segue mais um dia, uma noite, uma hora ou um minuto...
E eu poderia dizer a cada minuto do teu lado o quanto eu te amo e quanto é importante quando estamos juntos, eu também poderia dizer que quando você menos esperar toda essa farsa vai acabar e por um ultimo beijo você vai chorar.
Não digo isso, nem aquilo, faço mudas minhas confissões, entrego, confio e agradeço. 
E logo mais raia o sol, estraga a magia da noite, e nos escondemos em quatro paredes, fugindo do mundo real, do mundo que "funciona" enquanto queremos apenas um banho morno, um cigarro, um enlaço...
Difícil saber e contradizer em atitudes tudo o que está por chegar, o ultimo beijo a dar, e tantas coisas pra falar.
Segue a "dança dos dias", segue o "set" da libertação... Tão perto e longe... Tão amargo o gosto do amanhã que logo chega, são pequenos filetes que se desprendem em um coração que nunca aprende.
E mais uma vez, é no colo proibido que me atiro...
Se algum dia for pra sempre, que sej…

Montando um Set

Pensando em mim e em melodias...
To até comfrio na barriga, pra quem não sabe dia 8/11 faço minha estreia como DJ, no Vitrola Rock Bar, e aí que estou aqui, ouvindo musicas e escolhendo o que tocar. Pensei em tocar o que eu gosto, mas na verdade estou montando o "set dos meus dias"
O mês de novembro é um mês que marca muita coisa na minha vida, e esse ano tenho alguns motivos especiais... São lembranças de um amor, de longas tardes com cerveja, e um olhar que me dizia tudo.
Talvez mais um ciclo da minha vida que se fecha pra finalmente após dois longos anos começar um novo, tocarei tudo aquilo que me traz boas lembranças, tocarei tudo aquilo que me fazem ver filmes na cabeça. Um alguém dançando sozinho, uma pista cheia, algumas lágrimas, suspiros em uma mesa, absolutamente tudo o que me traz boas lembranças, pra cada musica uma boa história pra contar.
Nada melhor que acabar algo da melhor maneira possível, lembrar apenas de bons momentos, e seguir a "dança dos dias" c…

Lendo pensamentos

Talvez teu sorriso
ou simplesmente teu olhar
mas hoje ainda há tempo de sonhar
e nesses longos dias eu pude notar...

Que tua fuga não é atoa
e logo mais um adeus longo vira a tona
e nossas noites...
nunca mais na mesma cama

Somente isso ou aquilo
nada além do que foi previsto
são sonhos se realizando
e a felicidade te rodeando

Vai...
e mesmo que muitas lágrimas escorram
que me ache perdida
eu encontrei uma razão pra te sonhar

E seja sonho impossível
pois assim lutarei sem desistir
dia após dia até morrer
tentando sempre ser

alguém pra que você possa se orgulhar

Eu sou frio

Obrigada por dizer essas palavras, pena eu demorar tempo demais em aceita-las.


Tradução - I'm Cold - The cure

Você está me implorando para ficar
Mas eu estou rindo na sua cara
Você está tão desesperada
Não quer deixar aqueles dias valiosos
Serem todos desperdiçados
mas era você que queria amor
Não romanceVocê tem que pagar o preço
Meu corpo pode ser feito de fogo
Mas minha alma é feita de gelo

Eu sou eu
Eu sou frio
Eu sou frio
Eu estou dizendo
Eu amaria te amar, garota
Mas meu corpo
acabou de ser vendido

E posso dizer: - Não foi apenas mais um dia...

É ainda com grande gana de perder a linha do raciocíonio que peço colo para meu teclado, que tanto me ouve, me compreende e não me julga...
Tentei ser alguém pra que pudessem  se orgulhar, eu tentei, mas eu nunca fui, nem serei.
Eu sempre acreditei em "coisas que nunca existiram", e quando se é uma farsa vivendo fantasias a mascara cai e descobrimos que não, nunca fomos nada.
Foi apenas utopia, por acreditar poder ser alguém, por imaginar conseguir estar em algum lugar, e a verdade nua e crua mostra o quanto não se vale nada.
São ambos lados revoltados, cravam espinhos e jogam lanças... um breve suicídio anunciado.

E eu só queria poder voltar para uma casa, ter equilíbrio e esquecer esse passado, mas não há sexo, vida ou pecado, são apenas sonhos inusitáveis.
Terminam em pesadelos que são a realidade.
A morte da alma pelo nascimento da tragédia, o inicio de um fim por não ter mais boas histórias. São crimes por amor, jamais compreendidos, jamais absolvidos, o tempo todo, sendo bom …

Meus valores

Valores... palavra bonita né?
Quanto você vale,  quanto aquilo vale....
Valores individuais, sim, assim que deve ser, cada um com seu valor.
Muitas vezes você pode dar valor a sua coleção de palito de dente, enquanto alguém do outro lado do mundo valoriza uma coleção de livros raros, e certamente você nem teria cuidado algum para abrir um desses livros assim como o outro não evitaria em palitar os dentes com um palito.
E nenhum esta errado, o valor que damos as coisas são individuais... Cabe a nós determinarmos o que vamos dar mais ou menos valor nessa vida. Alguns optam por dinheiro, outros por pessoas, animais, e até, palitos de dente.
Difícil é explicar de onde vem essa valorização.
Meus conceitos sobre isso não existem, u se existem, são tão obscuros que nem eu mesma consigo achar, rs.
Mas respeito o valor que colocam em objetos ou pessoas, sendo eles valorizados ou não por mim.
Me perguntaram porquê eu gostava, eu respondi:
O que eu acredito, o que valorizo, não é nem nunca vai ser o que …

Um ano... tudo diferente

Exatamente um ano... com o mesmo sol, no mesmo bairro...

1ª cabine para jornalistas, um pedido de perdão, e todo amor do mundo.

Um ano e tudo muda, não tem cabine, não tem perdão, não tem amor.

Estranho, é igual e diferente, são as mesmas pessoas, os mesmos lugares... a mesma cama

Mudaram cenários e emoções, se fui embora com teu gosto na boca, hoje vou sem gosto algum. Apenas um adeus, naquela "esquina que nos separa", onde sempre encontrei o não.

E hoje tem que ser entorpecida pra calar a voz que diz te amo, fechar os olhos da malícia, ignorar o cheiro do sexo.

Nada além de outro desabafo, desses que preferimos não dar muita atenção pra não dizer que somos fracos...

Na verdade foi apenas para relembrar de bons momentos do ano passado, do beijo roubado, o abraço apertado e o coração reconquistado...

Pena hoje ter sido assim, sem sorrisos e tua vontade... e tudo isso virou passado.

Apenas algumas palavras

com a ponta dos dedos tuas boas lembranças na carne umida vez ou outra invadida  cicatrizes de teu desaparecimento pela boca cheia de teus "quase-filhos" o silencio que fere a alma
O corpo em espasmos um lágrima qualquer  momentos sublimes tristeza e solidão busca o colo, revive a dor
devora a alma domina o corpo envenena o espírito estorque sonhos é apenas o teu gozo
escorre nos seios vira agua e corre pelos ralo junto ao sangue de meus pulsos junto aos suspiros da já saudade junto a vida que foi verdade
23/09/08

Boca seca de lembranças

Decisões frias e racionalizadas, no geral, apenas mais uma batalha entre querer, poder, dizer e ter...

Mais uma longa noite se aproxima, e tudo o que mais queria era ouvir nossa música tocando no rádio, deitada do teu lado, fumando um simples cigarro, falando de futuro, presente e passado.

Mas é vida cobra um preço caro, de quem era por gestos não pensados, leva teu tempo, teus amigos, deixa o pulso marcado.

Nada mais que reações... precipícios e uma ponte.

De que lado você quer estar, que caminho você vai pegar?

Até aonde chegar do outro lado é mais seguro que simplesmente se jogar?

Suspiros de um amparo

Em poucas linhas, apenas mais um desabafo dos que todos ouvem o tempo todo, dos que todos ignoram o tempo todo.

Eu continuo

São melodias suicidas, rejeição e a eterna saudade de saber que fazia o justo.

São devaneios

O que é justo?

Te imagino

Se feliz, infeliz... se infeliz, feliz.

Na busca eterna

O que é felicidade?

No meu espaço

Busco a minha, assassino outra, buscam outra...

E fica assim...só um desabafo

Por hoje, apenas nas "entrelinhas"

LIBERTA!

Enquanto não presente

Diz o homem, ser sábio, poderoso, dono de seus passos (burro pá porra!), que não há no mundo pessoa qualquer que seja capaz de lhe provar o contrário de suas teorias sobre a vida, o mundo, os sentimentos...

Eu, nascida em 84, não cheguei aqui pra facilitar a vida de ninguém, costumo não atrapalhar, até o momento que atrapalham a minha... ação e reação, simples, não existe segredo nessa teoria e todo mundo conhece.

Para cada ação que você tiver uma reação acontece, em casos de grandiosidade podemos citar o "efeito borboleta" um simples bater de asas de uma borboleta em um certo canto do mundo é capaz de gerar um furacão em um outro canto do mundo, caótico isso não?O.o

Mas voltando a linha de raciocínio a qual iniciei essa postagem... o homem, ou melhor o ser humano, se bem que muitos não deveriam ser chamados assim, alias muitos não passam de meras partículas saltitantes no ar, vulgo "poeira", não prestam pra porra nenhuma e causam alergias em muitas pessoas, ou alguém…

Até a brasa apagar...

Quarta-feira, sim um recorde... e como tudo isso tem me afetado?

Confesso que inicialmente imaginei ser bem pior, mas acho que qdo a gente cai e se levanta uma vez criamos calos que "amortecem" a segunda queda.

Surpresa? Tenho ctz que sim, foi difícil, mas esse lance de um novo dia apagar o anterior foi a primeira coisa que se jogou nesse abismo...

Não só dói, como essa ferida ainda esta em carne viva e jorra sangue pelas paredes, marcando nelas o teu nome junto ao "Adeus".

"tudo o que resiste, persiste" Sim! Mas o caminho que minha vida vai seguir, esse, quem escolhe sou eu e não nesse mundo quem posso interferir nisso. E sou vou seguir por ele me rastejando ou de cabeça erguida já não faz mais diferença, a diferença toda estava na indiferença que me trazias... Pode até parecer brincadeira, mas não foi...

Não me calo, não ignoro, e ainda me importo, muito, muito mesmo, apesar de aparentar não fazer a mínima diferença, e demonstrar com total clareza que foi se…

Nesse instante...

Eu imagino tudo o que poderia ter dito e me calei, por simplesmente continuar sendo quem eu sempre fui... alguém pra você se orgulhar, e podem tantos dizer:"no seu lugar eu teria dito", que de nada vai adiantar. Eu acredito no passar do tempo, acredito no ser-humano, e mais ainda acredito que a verdade, cedo ou tarde vem a tona.

Não adianta se esconder em canto algum, uma hora a vida te prensa e joga as cartas na mesa, e aí não tem mais como reverter nada, tudo, absolutamente tudo, ficou ali registrado, já é fato consumado.

Arrependimentos, saudades, inveja, sentir-se um perfeito idiota... tudo isso vem e entra na sua vida sem pedir licença e acompanhado de tudo isso vem o pior sentimento de todos, o remorso...

São noites em claro, uma depressão profunda e pensamentos suicidas em tempo integral, algumas pessoas tem a sorte de apesar de todas as "merdas" feitas, contarem com amigos, que são fundamentais para ter "colo" e sobreviver a mais um dia.

Eu posso dize…

É só o fim e nada mais

O difícil é encarar o fim de algo que aconteceu apenas na insanidade dos meus subtos pensamentos cada vez que acordei e do meu lado mais que alguém bom de cama estava...

Mas isso é totalmente natural as vistas grossas da hipocrisia que certas pessoas conseguem ter em abundância para fugir da realidade dos fatos, "humano, demasiado humano" Nietzsche é rei!

E eu nunca acertei tanto em um titulo de um livro... E eu só queria pensar em mim...

Mas ficam boas lembranças e frases para um túmulo.

Extremidades geladas
lábios sem cor
olhos lacrados
é o fim da dor

formigas, vermes e insetos...
consomem a carne do pecado
a carne consumada
a carne descansada

fim da dor, do sofrimento
fim das lágrimas
fim de tudo
descanse em paz

E mesmo assim a vida insiste em existir...

Mais uma manhã de tempo seco
E a infelicidade de ter acordado
Sou tão falha que nem a isso sei dar fim
Sentindo-me covarde e incapaz

Foram teus berros que me lançaram facas
Foi tua frieza que me lançou na cova
Profunda e tão bem lacrada...
Mais uma esquina que nos separa

Eu era apenas uma menina desamparada
Que mesmo com o coração sangrando
Lancei-me num caminho suicida
E não soube atacar nem mesmo quando me deu as costas

E chegar em casa foi difícil
Mas um anjo me salvou...
E talvez seja hora de agradecer a quem sou descrente
Ou ler Einstein e descobrir o porquê

E teria me matado
Teria deixado meu corpo virar asfasto
Mas existe um laço em mim tatuado
Que pertence a alguém que também sonho estar ao lado

E esse domingo interminável
Traz-me grandes idéias de sanar a dor...
Eu não menti, não procurei
Não vendi, não fiz guerra...

Eu só fui eu
A mesma que um dia viu você no fim de tarde
Que tomou um porre, que conheceu a liberdade
E não aprendi nada que usaria contra você

E mesmo que não acredites
Morrerei sem culpa
E …

Aqui, enquanto lá está fora do ar

Aqui só tem gente feliz :)

Enquanto o Fotolog fica em manutenção...

Foto de sexta passada quando tentávamos chegar no Ladyhell, mas toda padaria, boteco, que encontrávamos pela frente a gente entrava e tomava mais uma.

Tô meio perdida hoje, acordei no susto, fui acordada ¬¬

Mas dei o troco e acordei alguém tb. hehehe, afinal qdo a batata tá quente, jogue na mão do próximo.

Uma simples pergunta hoje capaz de mudar o rumo de toda uma história a se construir, ou já construída... não importa, eu preciso saber...

E talvez uma brisa leve me encoraje ate perguntar...
São em dias como esse que após se entorpecer pensa em tudo ao seu redor, seus amores.. são poucas palavras...

Cenas, fatos, imagine sonhos. Tudo favorecendo-se de belas canções regadas com poucos retratos do que um dia eu descobriu como verdadeiro amor.

Olho os lados, a sempre presente solidão, andando pelos cantos soprando seu ar gelado e longo riso sarcástico... Eu volto as mesmas cenas, chego sempre a mesma conclusão: onde está o PeterPan de longa franja que um fez princesa da mais bela fábula? Está morto!

Se enterrou em profundos devaneios, se ausentou da ... da verdadeira vida... Se esconde em medo.

Choram cantos
Escorrem lágrimas, puras leves, de saudades
De quem um dia aqui esteve e ainda está
Mas longe agora, por não sonhar
Brinca de pequeno pássaro, voa...
Chega as alturas e derrama sangue

Pensa em fim, e nunca alcança
Padece noite e dia, não há mais esperança
Grita em silencio eterno
Talvez mais alguns tragos...
Marca a alma, crava a cruz
Levanta! Apenas "um dia depois"

E quem sab…

The Dance of Days

A dança dos dias...

Passos, caminhadas, passeios, viagens...

No meu ritmo, no seu ritmo, no nosso ritmo, criamos a nossa dança dos dias...

Conduzindo pelo enorme salão bailamos sob o som da nossa música. Esse salão que não é plano, que esta sempre cheio, que tem acesso difícil... São pés com bolhas de tanto dançar, o corpo dolorido por estar sempre aprendendo um "passo" novo, uma cotovelada aqui, outra alí...

Mais uma vez as luzes se focam, e estamos apenas dançando a dança dos dias.

Nunca fiz um evento com uma banda que me dissesse tanto em seu nome, já fiz váriosshows do Dance tanto como organizadora como "produtora-free" deles, mas esse tem um "q" de especial. É o primeiro evento "grande" da produtora "nova", com a DaJapa Produções fiz vários eventos bacanas e de porte igual esse do Dance, mas fazia sozinha, agora tenho o Dri na pegada do louco como sócio, que era uma coisa que por inúmerosfatores infelizmente só veio a se firmar agora..…

Sonhos e possibilidades

E derrepente as possibilidades de realizar sonhos estão mais próximo de você como nunca... E aí, o que você faz?

Quando tudo aquilo que você mais desejou, um belo dia bate na sua porta e diz: - Cheguei!

Eu me assustei, confesso! E até agora estou confusa o suficiente para me manter "quetinha" e de alguma forma criando obstáculos para que a cena não se repita, é meio confuso tentar expressar tudo o que eu to sentindo nesse exato momento, mas uma vez me disseram: "as vezes a gente deseja tanto uma coisa que quando consegue não sabe o que fazer com ela"

E é exatamente como me sinto, tenho plena certeza que estou cada vez mais próximo de alcançar todos meus objetivos, tendo alguns deles já alcançados... mas e agora, e depois disso?

"Chegar é fácil, o difícil é se manter", fico me perguntando se era realmente isso que eu queria...

Hoje tenho uma "carreira" estabilizada, trabalho muito e tenho pouco tempo pras "coisas simples" da vida, mas isso f…

Mais uma manhã

Eu pensei em deixar as palavras entorpecidas registradas em algum lugar.

E as registrei, todas, em minha memória...

Hoje apenas me lembrarei de tudo, toda fantasia, toda esperança... Sim, apenas boas lembranças.
Eu bloqueei lembranças, e ontem as deixei vir a tona, senti saudades e quis reviver cada momento, foram algumas lágrimas de saudade, foi o tempo que passou e mostrou novos caminhos.

Agora é voltar para o dia-dia trabalhando em resgatar tantos outros bons momentos que por egoísmo deixei-os para trás, incrivelmente eles me fizeram bem.

Segue a vida... foi apenas mais uma brisa.

E o comum são leves traços depressivos, talvez um pouco de remorso, por tanto tempo ter deixado gavetas intactas.

Pensar aonde vou chegar, tantas coisas já aconteceram... não há destino certo, nem escolha dele, mas se existisse a remota possibilidade de escolher, eu já tenho o meu definido.

O fim dos meus dias ao lado do homem que eu amo, sentados em uma namoradeira vendo nossa herança brincando de pega-pega, ouv…

Mais um cigarro - ou a maldita mania de ir atrás de pressentimentos!

Ok, não devia estar aqui, sei o quanto isso ofende e atinge os" seres-humanos-virtuais" nesse mundo real/ilusório que crio aqui no blog!

Mas, porem, entretanto, sendo assim... FODA-SE A SUA CARETA!

Uma da manhã, terminei a arte para os ingressos, cartazes e tudo o que tinha de material gráfico pra ser feito esta ok.

É mais que direito meu esvaziar a cabeça me "dissimulando" em palavras publicadas nessa coisa!

E lá vamos nós...(leia como a bruxinha do episódio clássico do pica-pau que fica procurando a sua vassoura magica)

Por falar em Pica-Pau (uí, pica e pau hsuahsuahs) comprei um sábado, lá na saída do metro Barra funda... ah, mas isso não é coisa pra cá, faz parte da minha "vida-real-infantil"...

Eu tenho tentado me comportar da melhor maneira possível, perante os fatos que tem ocorrido ultimamente, nada de situações constrangedoras, sonhos, cobranças ilusórias... mas cá entre nós, não é por nada não VAI PROS QUINTO DOS INFERNOS!!!! Ok, ganhei o titulo de mi…

Então....

Meio cansada do mundinho virtual, são tantos ogls e blogs... Dá uma preguiça ZZzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZzzzzzz

Mas já que inventei de ter tudo isso, nada mais justo que manter!

Tenho trabalhado demais... isso não é muito legal, fico sem tempo pra mim, e pra tudo aquilo e gosto realmente de fazer, como tirar uma tarde pra ficar de pernas pro alto, jogada no sofá, pensando na vida ou simplesmente ligar para alguém e passar horas sem dizer nada de útil, ouvindo piadas, sentar num boteco qualquer e ter um zilhão de assuntos que não sejam sobre trabalho...

As vezes penso (poucas vezes) que todos meus "amigos", os verdadeiros, os falsos, os conhecidos, todo mundo, todos mesmo, estão ligados de uma forma ou de outra a meu trabalho ou porque os conheci fechando algum negócio comigo, ou porque são amigos dos que fecharam negócio comigo ¬¬

Não é bem uma reclamação isso, amo cada um dos que fazem parte do meu dia-dia graças a meu "trampo" e como AMO, os poucos que conhecem a Angélica …