Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

Mais um ano se passou

Mais um ano de idas, vindas e saudades...

Parece que o ano foi curto, mas ao mesmo tempo longo demais para tudo o que aconteceu.

Teve gente que se afastou
Teve gente triste
Teve gente nova surgindo
Teve desafio superado...

Teve gente que voltou
Teve gente que magoou
Teve gente que conquistou
Teve paixão que machucou...

Teve gente que cresceu
Teve gente que brigou
Teve gente que não entendeu
Teve egoismo presente

Mas teve gente que só sorriu
Teve gente que só brincou
Teve gente que só amou
Teve toda felicidade possível

Um ano de batalhas, mudanças e conquistas. Aquele sentimento que enfraquece, que nos baixa a guarda e que nos faz apaixonar-se ressurgiu.

É, eu não posso reclamar nem das lagrimas que eu derrubei, porque as alegrias foram tantas. Eu dei mais um passo rumo a minha vitória. Cresci, fortaleci. Rumei em direção ao que era certo, lutei e venci mais uma vez! Eu tô chegando lá, devagar, mas chegando... O ano foi mudanças e de decisões.

Nas manhãs sozinhas eu ria e nas noites frias eu sem…

Muito além...

E então, o que fazer nessa hora?

Parece que quem estava adormecido tá começando a despertar e uma vontade incontrolável de ser feliz ao lado de quem chegou a pouco tempo vem tomando conta dos meus dias...

O desejo de que as horas passem mais rápido pra que eu te ouça sorrir, te veja fazendo caretas e me tirando do sério como mais ninguém consegue perturba meu sono e não me deixa em paz! Ah, essa insanidade que toma conta de mim, que me tira o juízo e me faz perder a razão, essas lembranças bobas que me arrancam sorrisos durante o dia, os milhões de pensamento que me tomam quando me faltam poucos metros pra estar do seu lado.

Vou pela canção que você interpreta e tantas cenas se criam na minha cabeça...

Eu não sei o que devo fazer com todas essas reações, com todas essas transformações, com toda essa disposição em fazer de o que preciso for para sermos felizes. Eu prometi nunca mais me dispor, eu prometi nunca mais me entregar, me modificar, mas eu sinto que por você eu quebraria essa prom…

A volta?

E mais um passo rumo a realização de outro sonho.
Dolorido, perigoso, mas repleto de muitos outros bons momentos. O recomeço, o reencontro comigo mesmo. Tanto tempo sem motivos pra escrever e agora tantos motivos e pouco tempo... talvez o jogo tenha mesmo virado e finalmente eu esteja com a vantagem.
Trabalhar, estudar e a terrível necessidade de ter que esquecer o que infelizmente ficou para trás, talvez porque eu tenha ido rápido demais ou talvez porque eu tenha escolhido que fosse assim.
O dia dia parece que ficou mais curto, são menos horas para os amigos com mais histórias pra contar. São novos amigos que aparecem nos intervalos e nas saídas e pela recíproca da necessidade de "se comunicar" se tornam partes importantes pra montar uma forte estrutura para aguentar o que vem por aí.
Serão noites de insônia, sozinha e preocupada, serão semanas de privações de vícios e alucinógenos, de amigos e copos cheios. Mas serão os mais belos anos de grandes realizações!
É! De alguma…

Me convencer

"barulho de chuva, fumaça colorida...
mais um tarde de lembranças
eu estaria bem mais perto se você me permitisse
mas estaria muito mais longe se eu me permitisse..."


Se permitir...

Ir além desse lugar em que estou, ter uma bagagem cheia de sonhos pra compartilhar com alguém e me proibir. Me proibir de correr o risco de criar novas memórias que insisto em lembrar...

Eu preciso deixar o medo do desconhecido de uma vez por todas pra trás e seguir em frente.

"Quero sua alegria escandalosa
Vitoriosa por não ter
Vergonha de aprender como se goza..."

E ir além me arriscando a realizar meus desejos...

Mas nessas tardes de chuvas e frio que estou sozinha eu me lembro de outras em que chorava a perca do que idealizei como amor.

Nem por um "pequeno príncipe" nem por uma "estrela"... ou talvez até até tenha... Mas é fato que me privo, que me escondo e me esquivo.

E é justamente isso, foi justamente assim, entre uma coisa e outra que consegui chegar a mais essa tarde f…

Se importar, perder o foco e diversas maneiras de dar mais um tempo para a realidade dos dias...

Aproveitar o tempo que ainda tenho...

"Eu preciso!
devo me abdicar do que sinto...
Ou do que imagino sentir
por você, por mim e por nós
Pelo o que insiste...
ou resiste
E me faz conflitar em dialetos que escrevo
tentando me acalmar
tentando clamar
Clamar pelo o que acho que sinto..."

Mais uma vez estou perdido nos meus sonhos, sim eu sei! Isso me faz perder o sono...

Dar importância ao que nem sei ao certo que mereça ou merecia toda essa importância, mas é isso sim, o primeiro sinal de algo em mim esta se transformando e que uma hora ou outra, mesmo com toda essa resistência que crio, certamente virá á tona e não haverá nesse momento nada, nem ninguém, que trará esclarecimento as dúvidas que pairão sobre minha cabeça... Por que, quando, onde e como, serão essas as perguntas de soluções lógicas que certamente me farei dia após dia. Assim que essa "importância" crescer, assim que perder o medo de dizer que o "avesso do meu eu" deixou-se levar por meias palavras e o in…

Felicidade evoluida

Em Junho do ano passado postei o que era felicidade para mim aqui baseada em um final de semana delicioso que tive... o tempo passou e mantive muitos dos meus dias dessa forma, "Com os amigos bem juntinho, os novos, os antigos e os perdidos". Naquele momento e por todos os outros que se passaram eu passei a crer que havia finalmente encontrado a minha felicidade e por muita SORTE eu descobri que estava ERRADA. Errada porque quando juntamos as coisas mais preciosas em nossa vida e fazemos disso um circulo vicioso de nossos dias ela se expande, ela se muita, ela evolui. Desde então tenho buscado mais adubo para esses momentos, abri minha mente para novos assuntos, quebrei mais conceitos e de repente percebi que mudei, que esqueci... Parece que com tantas coisas novas, velhas, importantes, alegres e sábias o espaço das lembranças que doíam pouco a pouco foi sendo preenchido. Não sou completamente feliz, mas o tudo isso o que conquistei nesses últimos anos foram vitais para eu p…

6 chaves

Pra que fique guardado em minhas memorias...

ainda não encontrei, mas o mais proximo do que desejei eu realizei
Mais um fim de noite que poderia talvez não ter um fim
depende de mim, depende de você
Mas deixei teu gosto, teu cheiro e teu corpo no ralo de meu banheiro

Ficam em mim as lembranças. 6 chaves me restam
talvez agora a liberdade finalmente
Devaneios curtos, sonhos qqse completos
uma segunda chance para que você prove

nada vai mudar o que existe em nós, em você e ainda em mim
Não se pode recomeçar sem antes finalizar
acho que começo a me reencontrar
Um forte desabafo e um colo que sonhei

Teu cheiro, teu gosto e teu corpo... por onde vai agora?
As vezes músicas falam por nós, as vezes poesias, outras vezes um livro inteiro. Mas as vezes todas essas formas de se entender, de encontrar as palavras certas ficam mudas.

Eu não exatamente o que te diria agora, mas pra simplificar minha confusão eu só consigo afirmar que queria ter você aqui, sentado ao meu lado nessa cama sem grandes histórias acompanhando a criação de mais uma confissão.

Eu pausaria a digitação e olharia teus olhos ainda tão cheios de mistérios, encostaria a cabeça no teu ombro e ia suspirar, não sei se por amor, por realização, por impulso e retornaria a olhar a tela com um sorriso de pacifico. Você me retribuiria com teu sorriso e me beijaria o rosto... Mas você não esta aqui e eu não sei como te chamar por não saber o motivo real de te querer hoje.

É como se antes de me dar um explicação racional por essa minha vontade de você eu perdesse a voz e os movimentos. O simples "oi, senti saudades, vem ficar comigo" me soa a frase mais complexa e impossível de…

Mais uma vez

Cenário feito
Roupas espalhadas pelo chão
Cama desarrumada
Copos vazios em qualquer canto
Cinzeiro com bitucas...

A trilha sonora está sendo escolhida
Ela me lembra o passado
Desperta fantasmas adormecidos!
Eu corro, fujo, mas estou sempre rodeada do que me lembra você
Você, minha eterna companhia. Você! Minha eterna solidão

Mais um cigarro é apagado
Mais um sonho esta perdido
Mais uma vez as lágrimas não caem
Mais um choro mudo, sem sentido
Mais uma resposta errada

Eu posso fechar os olhos e me transportar
Mas não consigo mante-los fechados
Talvez eu realmente não queira mais
Mas existe algo que não me deixa apagar
Lembranças e tortura, afasta-te de mim

Tudo igual mesmo com tudo diferente
Teu sorriso que exala um hálito putrificado
Me perturba os sentidos
Quero os olhos inocentes mais uma vez
Mais uma única vez

Queria gritar por outro nome
Queria "estrelas" nas minhas noites de sextas
Queria lembranças do que não aconteceu
Queria a realidade farsante dos dias úteis
Queria querer de corpo e alma quem …

Muita coisa em pouco tempo

Lidar com o tempo é como querer articular o impossível... Tive um surto de conflitos, não sabia quem, como, onde e porquê tudo aconteceu e, na verdade, ainda não sei, mas parei para ver o calendário hoje e me dei conta de que isso foi apenas o anuncio da erupção de um vulcão que vai demorar muito ainda para jorrar lavas e incendiar meu corpo.

O tempo foi curto, nada ainda criou raízes e tudo isso que certamente contribuiu para minhas noites em claro foi apenas o começo e, eu, assustada e ansiosa para entender tudo o que brotava em minha mente comecei a quase acreditar de que as chagas do "nunca mais" iam fixar em meu nobre coração... Ah, tempo pregador de peças, tão sábio, tão presente e eu ainda me deixando levar pelos "aceleros" que meu inconsciente pede. Ah! Tempo... Tempo que que cura, que ensina, mas que parece nunca passar como desejamos. Estive tão acostumada a desejar que o tempo passasse rápido para que não sentisse e fazer com que ele realmente assim pass…
"eu só queria... mas eu nem sei mais como é"

Sinto falta de saber do que sinto falta
penso que quero um abraço apertado
um carinho afetuoso, um beijo apaixonado
mas me pergunto de quem...

Nunca sei quem são os que me acompanham nos sonhos




Quanta confusão nessa cabeça!

Tenho escrito muito nos últimos dias e quando isso acontece é sinal que estou cada vez mais perto de encontrar o que acredito estar procurando. Meus sintomas são sempre os mesmos: confusão, conflito, saudades. Ai escrevo como quem quer aliviar o peso que sinto nas costas e deixar registrado mais uma fase.

A vida me fez sorrir, me fez querer mais, mas me fez racional demais. Preciso perder essa razão e deixar falar o que meu coração tá dizendo baixinho. Preciso reaprender a ouvir meus sentimentos. Seguir em frente com minhas intuições... Mas não, ainda não me sinto preparada!

Passou um, dois, e agora o terceiro! Me apaixonei perdidamente por todos eles, mas nunca soube como lidar, nunca descobri a tempo de contar, e …

O que será que vai acontecer?

Quando não caber mais em mim essa vontade de estar ao seu lado todos os dias, quando as poucas horas com você já não me bastarem para matar a saudade, quando a espera pela sua chegada for mais angustiante que a tristeza da despedida... Será que vou conseguir ter forças suficientes para tirar o peso que cala minha voz e dizer para ti que Te Amo?

E se esse amor realmente apareça, todas essas diferenças que estamos superando não vão nos cansar?

Queria não me conhecer, queria não saber as respostas dessas perguntas, queria o novo de novo! O inesperado, o incomum... Mas eu tenho medo, e meu medo só permite arriscar-me até onde meu egoísmo permite. Até onde eu sei que não chegarei ao ponto de chorar sozinha em casa por me culpar de não ter tentado ou ter tentado e errado.

Eu falo de coragem, de se arriscar, mas eu nunca me jogo de verdade, eu vou sempre apalpando com minhas mãos os corredores por onde passo. Porque eu tenho medo! Medo de cair novamente em um abismo. Medo de sangrar a morte do…

E as coisas não mudam... nunca!

Eu tinha certeza que algo me soava familiar... As sensações que eram para ser diferentes foram tão "normais", descobrir que esse medo repentino, esses pensamentos confusos sobre o que fazer não eram inéditos.

Você além de ter me deixado as lembranças mais felizes, me ensinou a seguir em frente, me guiou e me guia nessa nova trilha.

É, meu tão querido Pequeno Principe, você me colocou no caminho do "se permitir" e desde então eu passei a me redescobrir e inclusive encontrar um motivo para ser feliz muito mais perto de mim, basta-me olhar ao meu redor. A felicidade me cerca feito as flores de um jardim. É, meu garoto, meu mais precioso cristal, você conseguiu me colocar novamente nos trilhos... Talvez hoje eu só esteja no caminho certo porque você pegou minha mão naquela noite em que eu me achava tão perdida sobre quem eu deveria ser e me sorriu da maneira mais pura que meus olhos já puderam ver que me sumiu a tristeza. As dúvidas estão sempre presentes, mas sempre me …

dividir pra somar

Será que a gente sabe realmente o que procura em um grande amor? Será que a ideia do amor perfeito é tão perfeita assim?

O quanto você estaria disposto a se arriscar em mudar seu conceito de amar?

Descobrir que dividir a carga do amor é melhor que concentrá-la em um único ponto.

A gente pode querer amar o sorriso puro, com os olhos inocentes, as palavras de alegria, os pensamentos parecidos de formas separadas, não os encontrar juntos em uma única pessoa não significa que nunca conseguiremos encontrar nosso amor ideal. As vezes nos prendemos tanto ao conceito "perfeição" que nos esquecemos que as pessoas em nosso redor tem um pouquinho de cada coisa que você idealiza e quando passamos a amar cada ponto do nosso ideal de maneira dividida descobrimos que temos sim o amor perfeito, basta juntar todos eles. Seja em uma mesa de bar de esquina ou na calçada de praça.

Eu tenho o amor perfeito sempre perto de mim, eu junto as pessoas que tem de maneira individual um pouco que desejo e …

O orgulho de ter feito parte

De repente você os olha novamente e eles cresceram, ganharam milhões de novos motivos para sorrir...

Não é só a morte que faz desejarmos que "cedo ou tarde" a gente se encontre.

Eu me emociono,
logo não sei mais o que penso
meus sentimentos são tão confusos ainda

Preciso das borboletas que seguiram o pequeno principe
analgésicos, doses de sorrisos e um colo seguro
Um pouco mais a cada dia

Tudo tem um preço!

"E nós não podemos nos conhecer de novo..."

Paguei um preço alto por sentir todo aquele amor que me sufocava, que se tornou um câncer me correndo por dentro... perdi o controle da situação e quando deu por mim estava presa a um amor que se transformou em tristezas, em medo, em más lembranças.

Na verdade o preço alto que paguei foi pra me libertar desse sentimento, foram noites de descrença, de choros, sonhos corrompidos, carnes indesejáveis, lama e luxo desnecessários. Mas eu paguei com gosto! Nada se compara a fortuna que conquistei da vida, do doce sabor de um beijo inocente, do brilho no olhar quando o que se quer se aproxima...

Eu paguei caro pra poder ter novos sonhos e me valeu cada centavo!

Fazia tempo que não me via sorrindo a toa e agora tudo isso faz parte do cotidiano, todas as lembranças de hoje só me trazem alegrias, até mesmo lembranças de despedidas são boas de se lembrar.

Passou, toda a tempestade acabou... mesmo ouvindo ainda a mesma música ela soa diferente

Perdas e danos

Jogar tudo para o alto e não pensar nas consequencias.

Tomei uma grande decisão na minha vida essa semana, depois de longos dois anos acreditando estar fazendo a coisa certa eu me cansei e resolvi abandonar tudo o que havia construído e procurar por novos ares. Ficar em tempo só, comigo mesmo, dar vazão aos meus pensamentos, ouvir meus desejos...

E esse é o primeiro dia de um novo recomeço!

Mas eu não esqueci de nada, não me esqueci de ninguém... Eu só aprendi a superar, a conviver, a encarar a vida com mais alegria,com menos medo, foi partindo desses princípios que conquistei minhas grandes vitórias, me tornei uma mulher com estabilidade financeira, emocional, racional e vivi os momentos mais deliciosos.

Esse post é mais uma vez para agradecer quem me deu forças para ontem ter tido a coragem necessária de jogar tudo pro alto e recomeçar seguindo um novo rumo.

Pai, meu anjo da guarda, meu amigo e meu maior exemplo de vida, Shi, minha irmã rebelde que tem tomado doses de muito amadurecimen…

e eu gosto

eu gosto exatamente disso

Da fissura pelo que me é incerto
Dos desejos que tanto oculto
Das verdades que sempre esqueço
Eu fujo, eu corro, eu sonho
Eu vivo!

Eu vivo hoje é improvável,
Eu hoje vivo os meus prazeres
Sonhar apenas já não mais faz parte
Pois quanto mais duvidoso seja
Mais existe realidade

Brinco então de ser feliz
E a conclusão é positiva
Caíram-se todos os "pré"conceitos
Hoje então é apenas hoje,
Agora já!

É, os opostos dos dispostos se atraem
Conflito de pensamentos
O que queremos é mesmo o que queremos?
Acho então que quis errado
Será então o sentimento culpado?

Melhor ir agora
que a noite se faz completa
Dancei as músicas que não diziam
Lembrei de ti
Mais um grande dia...

Eu gosto assim

Eu não tatuei o pequeno príncipe porque achava só um desenho bonitinho... ao meu modo, eu, realmente, descobri uma maneira de ser feliz! Tem quem chame de vida inconsequente, mas eu cheguei há lugares que por eles sou invejada. Por incrível que parece eu sempre penso no amanhã, nas consequencias, em tudo o que pode vir a acontecer, mas eu não deixo te provar, eu não perco a oportunidade da vida me surpreender... As vezes as surpresas são extremamente agradáveis.

É, eu tenho uma vida de prazeres e realizações. Pode não ser considerado algo normal perante quem olha com desejo, mas é covarde. Não tem coragem, apesar de toda vontade, de se arriscar em viver intensamente, se dar a oportunidade de errar.

As pessoas grandes se esquecem da inocência inconsequente em fazer o que quer.

"“os homens plantam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles procuram poderia ser encontrado numa só rosa (...). Mas os olhos são cegos. É preciso ver com o cor…

Você

Você sabe o tempo que passou
Você entende que ainda não estou pronta
Você não se importa com minhas crises
Você só quer saber de si mesmo

Eu continuo sonhando com o entardecer
Em meio a praça publica eu sinto vontade de chorar
Eu ainda preciso reaprender a sorrir
Esse mundo me sufoca cada dia mais

São minhas palavras que não dizem o que quero
São suas atitudes que me atraem para o fim
Nada mais vai me levar de volta ao tempo que passou
Nunca mais vou te chamar de amor

Você não pode mais me controlar
Você não sabe mais o que é amar
Você vai viver em uma redoma de fantasias
Você nunca vai sentir o sabor da realidade

Nem mesmo o tempo vai te curar
Não existem dias suficientes...
Nada pode te salvar
Ninguém poderá

Preferiu medo do que respeito e carinho
Acatei tuas vontades e corri para o lado oposto
Hoje somos mais distantes que nossos sonhos mais obscuros
E mesmo que minhas lágrimas caíssem você não entenderia porque eu choro

Você quebrou o cristal do nosso amor
Você voltou para a escuridão de teu…

Um "certo" alguém

"E quando um certo alguém
Desperta o sentimento
É melhor não resistir
E se entregar"

E esses "últimos" milhares de românticos estão soltos por aí, em busca do único, eterno e perfeito amor.

Me apaixono desapaixonando
E busco agora um combustível para minha palavras...

- Esse "certo" alguém, seria ele correto?
- Correto em que sentido?
- Ter boa índole, ser responsável, te respeitar? Ter um cachorro, uma apartamento, mamãe e papai presentes?
- Não!

A perfeição esta no que se constrói o desejo de cada um.

...

Chega a hora que a gente pensa em se dar por vencido, e até mesmo nessa hora a gente se levanta por simplesmente acreditar que ainda é possível.

Complexidade para dizer um simples "Eu gosto de você"... O tempo passa, mas as lembranças ficam. Aceitar ou não a perda não muda nunca as lembranças, porque não é se arrepender do que se fez que se consegue refazer.


Eu tenho um certo alguém estranho, que só se torna "um" quando se juntam vários e mesmo …
o que me resta é perfumar o quarto...
deixarei a porta aberta para a brisa entrar


outra noite que a vida tenta me dar aquela senhora rasteira, mas é, aprendi a ser guerreira, precisa de muito mais que isso para me derrubar. eu tenho tudo o que minhas mãos podem carregar, nada a mais, nada a menos. eu transfiguro minhas imaginações afins de encontrar minhas verdades. eu vou ao fundo da poço para simplesmente fazer ranhuras com minhas unhas enquanto me ergo até a superficie.

todas as noites eu derrubo as lagrimas que me permito, somente elas.

eu cresci, eu sofri tanto com a perda que aprendi a passar por cima dela para alcançar a minha felicidade. eu passei por cima das minhas tristezas, eu sorri. eu driblo todas minhas memorias de tempos que não vão voltar. eu faço o que preciso for para simplesmente ser feliz

Tô cansada

Cansada dessa gente que diz ter tanto a dizer mas só abrem a boca para mostrar o vazio de suas almas. Cansada demais de assuntos que estão mais que esclarecidos e mesmo assim as pessoas insistem em debater. Cansada da mesmice dos que me rodeiam e mais cansada ainda de não ser compreendida...

Cansei de gente que se veste de gente, come como gente, anda como gente, mas basta ninguém estar olhando para essa fantasia cair e essa gente se mostrar um monstro.

As pessoas desistem, e eu cansei de quem abre mão da luta!

Mas o que mais me cansa são os que se dizem cansados também, mas não fazem absolutamente NADA para mudar.

Tudo novo de novo

Mais um pouquinho de vitória...

Os objetivos estão sendo alcançados um a um, com muita luta, muita garra, muita determinação.

Determinar que para a felicidade existir basta você escolher e nunca mais desistir da escolha. Dias, noites, semanas e meses trazem intermináveis surpesas agradáveis. Realizações seguidas de realizações, eis que se é necessário sonhar mais para se realizar... Tudo novo de novo! Basta apenas, assim, querer feliz.

Os amores retornam, renovam, mas nunca se esgotam.

Poço seco inundando
Dias novos estão chegando
Sabedoria que nunca basta
...

O desabafo (despedida)

"E mais um sol anunciou a chegada de um novo dia, ergueu-se de sua cama e como poucas vezes sentiu-se ansiosa em chegar ao trabalho..."

Eu não sei exatamente o que quero dizer, eu não sei ao menos que estou sentindo. Hoje eu me dei conta que esqueci, esqueci de como era difícil ficar sem te falar, sem te ver, sem te sentir... Tentei lembrar dos nossos sonhos e fracassei. Eu ainda tenho o desejo de estar do seu lado, mas o escondi tão bem e juntei tantos outros que fica difícil o encontra-lo em mim, talvez fosse uma boa hora para você aparecer e me ajudar a encontrar.

Eu gostei de você, e gostei de verdade, eu passei dias e noites cantando teu nome, procurando manter acesa a chama que aquecia o coração, me faltou o combustível dessa paixão, me faltou você.

Ah, meu pequeno! Justo você! Você que tinha tudo pra ficar aqui pra sempre, que me ensinou a sorrir nas tardes frias e dormir com esperança de novos dias. Você que iluminou meu caminho, que me trouxe segurança, que me fez sent…
"vou escrever sem pensar...
vou deixar apenas a voz do coração falar
nem mesmo os sussuros não vou mais ignorar
pois prefiro me arrepender e chorar
do que se quer não sentir o sabor do tentar..."

Ela me guia para o inesperado previsível, ela me faz andar na direção proibida, ela renova minhas histórias com finais incertos... foi essa voz que me vez viver.

Reviver intensamente cada novo momento em que se entrelaçavam mãos e dedos, deixar lembranças marcadas a ferro e fogo dessas paixões que por ora são inventadas pelo simples fato de seguir a primeira palpitação que o coração dá. Desapego do "medo de errar", errando ou acertado eu vou sempre tentar.

É nesse mesmo instante que tomo a prova de que não é justo apenas esperar, posso agir e não me preocupar... Se estiver errada vou aprender.

As vezes pairam dúvidas e por mais "desapegada" que me declare eu já ganhei pequenas cicatrizes por me deixar levar, mas são pequenas, quase imperceptíveis quando damos boas vin…

O tempo que passa...

"Corre rápido demais...
mas me parece ter sido tudo ontem
teu rosto, teu cheiro, teu riso"


É, e finalmente o ano acabou e já estamos em 2011. O que até ontem eram apenas novas amizades ganham forças e se fortalecem, o que há pouco tempo atrás tirava-me o sono hoje me faz ter sonhos, passou... Tudo passou, se tranquilizou e coisas antes tão julgadas e presentes perdem a importância. O que antes não passava de uma simples palpitação hoje causa frios na barriga.

Eu já briguei tanto com esse "tempo", eu o culpei e nunca quis esperar ele passar, hoje ele passa, e quando o culpava por não passar, hoje o vejo passando rápido demais. As respostas que eu procurava incansavelmente se apareceram...Bastou-me ter paciência.

Eu fui obrigada a reconstruir minha vida, eu troquei de emprego, de lugares, de amigos, eu fugi para não lembrar e para se salvar. Recomecei cheia de traumas e desconfiança, mas simplesmente deixei o tempo passar no ritmo natural dele, não acelerei absolutamente …